The Beast


O filme Inteligência Artificial, de Steven Spielberg, foi alvo de um ARG de 12 semanas entre a primavera e o verão de 2001. Chamava-se "The Beast", não por ser maléfico mas porque na sua lista de activos estavam contabilizados 666 fragmentos narrativos.

Criado por uma pequena equipa da Microsoft, consistia num labirinto de websites e pistas online e a comunidade podia entrar no jogo de três formas: os posters e os trailers do filme creditavam uma Jeanine Salla como terapeuta de robôs (!), um número de telefone codificado nos textos promocionais encaminhava para um endereço de email que fornecia uma mensagem onde se podia ler "Jeanine é a chave" e "Você já viu este nome antes" e todo o material promocional enviado a sites de tecnologia e entretenimento continha "Evan Chan foi assassinado, Jeanine é a chave".

Quando se pesquisava por Jeanine Salla no Google, apareciam nos resultados cerca de 30 websites fictícios que continham o enquadramento da narrativa, desde mensagens de voicemail a novos personagens, passando por conversas de voz entre os personagens do jogo. Tudo isto levou a uma investigação de três meses sobre a alegada morte do Evan Chan, formando-se assim uma comunidade envolvida na narrativa do filme e do ARG.

Criação: Microsoft

Sem comentários: